18/05/2022 +55 (99) 9999-9999

OPINIÃO E ANALÍSES

PORTAS ESCANCARADAS, INVASÕES NORMAIS...

Por Agencia de Notícias ODIA1 16/04/2022 às 17:16:04

Em quem confiar em tempos de invasão de hackers que navegaram pelos computadores do TSE, por quase um ano, os quais, como fantasmas reais ameaçaram e ainda ameaçam uma "casa assombrada" chamada Brasil?

Pois bem, recentemente, o próprio TSE, através de portaria, convidou as Forças Armadas a apontar possíveis falhas nas urnas e no sistema de totalização de votos – sistema esse, inexpugnável, acima da média de segurança. Ufa! Quem dera fosse assim mesmo...

Vale salientar aqui, um dado importante: O COMDCIBER – Comando de Defesa Cibernética – já havia questionado ao TSE falhas em seu "infalível programa".

Com esse convite às Forças Armadas, o TSE é réu confesso. Em 2018 ocorreram 712 riscos em seu sistema. E agora, a garantia de inviolabilidade parece cair por terra, suscitando a pergunta que não quer calar: Em quem podemos confiar nessas eleições 2022?

Confesso que sinto saudade do voto impresso, carimbado e assinado, dando conta de um ato democrático, seguro e consciente, certo de que, dessa forma, ninguém rasgaria minha assinatura de cidadão brasileiro.

Por enquanto, nessa "casa" onde invasores cibernéticos assustam, a vontade é de recrutar 'caça - fantasmas' arrojados e dispostos a cravar uma estaca no coração de 'vampiros' que tentam drenar o sangue da democracia.

Quando as portas estão escancaradas, as invasões são normais. Portanto, não baixemos a guarda, exijamos saber se nosso voto valeu. Cobremos a prova desse exercício soberano e democrático.

Folgo em sonhar com a minha última impressão – o voto impresso não é coisa velha nem ultrapassada. Ultrapassada é a ideia de que está tudo sob controle, quando na verdade não há segurança nacional no quesito urna eletrônica.

João Victor da Silva

Um poeta/jornalista da cidade de Sapé


Comentários