25/04/2024 +55 (99) 9999-9999

Esporte/Cotidiano

"O povo não pode esquecer os militares golpistas e torturadores", declara Anísio Maia no aniversário do Golpe de 64

O ex-deputado Anísio Maia usou as redes sociais para se posicionar sobre não realizar eventos em alusão ao golpe de 1964.

Por Agencia de Notícias ODIA1 01/04/2024 às 14:02:03

Foto: Reprodução internet

O ex-deputado Anísio Maia usou as redes sociais para se posicionar sobre não realizar eventos em alusão ao golpe de 1964. Anísio também relembrou a Lei 10.086/13, de sua autoria, que determina a proibição de qualquer tipo de homenagem a figuras ligadas a violações dos direitos humanos, principalmente durante o período da Ditadura Militar.

"Quem diz que é para esquecer o Golpe de Abril de 64 está dizendo que não é nada demais matar centenas de opositores, torturar e prender milhares de brasileiros, fechar o Congresso, instaurar a censura, acabar eleição para presidente e governador, entre outras aberrações.O povo não pode esquecer os militares golpistas e torturadores.", declarou Anísio.

Para o parlamentar a Lei de sua autoria "é uma forma de resgate histórico dos morrera lutando pela democracia, como também é uma lição para as novas gerações que não conheceram os horrores praticados pela ditadura militar”

Duas escolas Estaduais passaram pela mudança de nome devido a existência desta Lei, a primeira escola, localizada no Castelo Branco III, que possuía o nome do Presidente Médici e que foi modificada para Escola Estadual Presidente João Goulart. A segunda foi a antiga  Escola Estadual Presidente Costa e Silva, situada às margens da BR-101, em João Pessoa, que adotou o nome de Escola Estadual Manoel Lisboa de Moura.

Anísio ainda sugeriu que nestas escolas fosse repassado para seus estudantes o contexto histórico em que viveram Manuel Lisboa e João Goulart.

Para mais informações sobre a Lei 10.086/13 e suas implicações, acesse o site oficial da Assembleia Legislativa do Estado da Paraíba.

Fonte: https://www.polemicaparaiba.com.br/

Comunicar erro
Comentários