22/06/2021 +55 (99) 9999-9999

Geral

Banner1

Entrevista só a imprensa amiga: ordem do governo Sidnei em Sapé veta contato com veículos de imprensa e monitora aliados e auxiliares

A Agência de notícias ODIA1 acompanhou nos últimos 60 dias as movimentações do governo do prefeito de Sapé, Sidnei Paiva, com vistas a analisar sua relação com imprensa e os efeitos dela.

Por Agencia de Notícias ODIA1 01/06/2021 às 19:36:18

Foto: Reprodução da internet

Hoje é 01 de junho. Dia da Imprensa. A escola nos ensina que para se consolidar uma democracia alguns princípios se fazem necessários, um deles é a liberdade de imprensa, os benefícios que ela produz na sociedade são incontáveis, mas o registro dessa reportagem vai ao outro extremo do que representa este dia. Regimes autoritários se espalham Brasil a dentro e o inimigo primeiro do autoritarismo é a imprensa livre.

Berço da literatura e de um povo revolucionário, o município de Sapé, considerado um dos mais importantes da Paraíba, seja por sua densidade populacional ou por seu contexto histórico não vive seus melhores momentos de glória.

A Agência de notícias ODIA1 acompanhou nos últimos 60 dias as movimentações do governo do prefeito de Sapé, Sidnei Paiva, com vistas a analisar sua relação com imprensa e os efeitos dela. O resultado desse estudo constatou o descompromisso dele e de seu Governo com a mídia livre, pluripartidarismo e liberdade de expressão e de opinião.

O estudo possibilitou a ODIA1 identificar que as más companhias podem ter influenciado no comportamento do prefeito Sidnei Paiva, pois todos são sabedores, e acreditamos ser entendimento dele próprio, que se não fosse a mídia da Paraíba, Sidnei nunca teria chegado ao cargo de Prefeito.

O policial que virou prefeito aprendeu rápido e direitinho com a sua aliada Maria Luiza, ex-prefeita que não esconde sua odienta opinião sobre a imprensa. Nunca foi afeita a entrevistas, se apresenta como vítima de "armadilhas da mídia", mas não consegue explicar o ocorrido nos bastidores de seu governo desastroso entre 2005 e 2008, com sucessivos afastamentos, denúncias e escândalos.

Mas não só ela. Outro que não pode ouvir falar em imprensa livre é o "garoto importado" do munícipio de Sobrado, que fica ao lado de Sapé, o Sr. Normando Paulo Filho. Manchete de reportagens sobre condenações no TCE quando assumiu cargo no poder legislativo, onde foi presidente da câmara lá na outra cidade, Normandinho, como o chamam, não tolera a mídia.

A ODIA1 conseguiu a informação de que Normando Paulo é nome forte indicado pelo Presidente da FAMUP, federação dos municípios da Paraíba, poderoso órgão representativo dos prefeitos. O homem que comanda a FAMUP, Jeoge Coelho, foi prefeito de Sobrado e tem uma forte influência política na região de Sapé.

Com Normandinho ocupado demais nas funções que desempenha na prefeitura, sobra para a ex-prefeita Maria Luiza suprir a demanda da comunicação e melhorar a imagem do governo diante da opinião pública, atuando como "influencer digital" em grupos de whatsaap compartilhando "as boas notícias" da administração que ela trata como se fosse dela própria.

Dona Luiza responde a quem questiona, opina nos assuntos da prefeitura e "empareda" quem criticar o governo de Sidnei. Nunca antes na história de Sapé, desde que deixou a prefeitura, Maria Luiza assumiu contundente defesa de um governo que não fosse o seu.

Aparentemente compartilhando da opinião da sua aliada, o prefeito Sidnei faz questão de esquecer que foi ela, a imprensa paraibana, sua "taboa de salvação" para apresentá-lo a sociedade como um profissional exemplar, operoso, um policial que trocou as armas pelo diálogo, os açoites pelo afago e a linha dura pela solidariedade. Essa imagem não seria possível ser construída se não fosse a mídia livre que hoje o seu governo e seus auxiliares atacam e menosprezam, com ênfase para a imprensa aqui da capital.

Ao se aprofundar aos recortes de matérias publicadas em diversos sites da região sobre o tratamento do prefeito e de seus auxiliares a cobertura da imprensa a seu trabalho, a Agência ODIA1 procurou ouvir pelo menos três aliados da gestão de Sidnei, nenhum quis se identificar, recusaram responder algumas perguntas via whatsaap e os que atenderam ao telefone exigiram não terem os expostos em qualquer tipo de reportagem.

"Aqui a ordem é não conceder entrevista a nenhum blog", disse o primeiro auxiliar contatado pela ODIA1. Em seguida questionou: "como vocês acharam meu número? Tão (sic) querendo me colocar numa encrenca, é? não digam nem que falaram comigo(!)".

A produção da agência insistiu em falar, mas teve o telefone desligado pelo auxiliar que não mais atendeu as novas tentativas de contato.

Um segundo auxiliar foi acionado, este foi ríspido e se quer prosseguiu a conversa: "sei nada de prefeitura", finalizou.

A Agência ODIA1 fez uma última tentativa, agora com um agente político ligado ao grupo de Sidnei, mas que não ocupa cargo no governo. Ele atendeu a ligação e explicou que não teria como falar publicamente com a imprensa. No argumento, esse agente político afirma que um grupo dentro da prefeitura não tolera a imprensa porque ela tem feito críticas a administração e desligou a ligação em seguida.

Esvaziamento da mídia oficial e contato pelas redes sociais – Crítico a cobertura da imprensa aos seus primeiros dias de governo, o próprio Sidnei Paiva enfraqueceu a mídia institucional. Nomeou um secretário executivo para a pasta da Comunicação e contratou uma empresa aqui da capital para fazer o serviço de mídia. O nomeado assume papel de adjunto e nas horas vagas tem sido o "para choque" nos embates entre oposição e governo.

Suas redes sociais, ou seja, a de seus perfis pessoais é quem faz a comunicação com o público. O Instagram que era o seu "caderno de anotações" da campanha agora não interage e nem responde seus seguidores. Mesmo assim o seu perfil ainda consegui reunir um bom público.

Entrevistas poucas e apenas com "veículos aliados" – Na esteira da mudança oferecida a cidade de Sapé, Sidnei Paiva adotou um novo estilo até para tratar com os aliados. Jornalistas, blogueiros e apresentadores de web tv precisam entrar na fila para entrevistar sua excelência e auxiliares só falam com ordem superior.

Aos veículos que publicam alguma matéria negativa a respeito do governo sapeense, o prefeito Sidnei não atende e desautoriza qualquer auxiliar seu a ter contato com esses veículos.

Programa de Rádio na Sapé FM – Para se contrapor a os meios de comunicação independentes, a gestão do prefeito Sidnei tem fortalecido um programa noticioso na Rádio Comunitária Sapé FM. O noticioso ocorre uma vez por semana e a temática de abordagem é a gestão do próprio.

Fim da TV Secom – O aparelhamento da TV Secom, canal de comunicação da prefeitura durante oito anos passados, praticamente acabou e o pouco do que existe não está tendo utilidade.

Resta saber até quando o Governo do Prefeito Sidnei Paiva vai manter postura autoritária com a imprensa e descortês com seus próprios auxiliares.

ANTES DO FIMA informação é o caminho para a liberdade! Para que o nosso projeto de mídia e comunicação possa continuar informando, precisamos de seu apoio. Compartilhe nossas reportagens, apresente nossas matérias a seus colegas e colabore com nossa pauta enviando para nossos canais de interação informações e sugestões de matérias e reportagens especiais.

Comunicar erro
Comentários