20/05/2022 +55 (99) 9999-9999

João Pessoa

Prefeitura de João Pessoa oferece acompanhamento em saúde mental para crianças e adolescentes; confira

Por Agencia de Notícias ODIA1 28/04/2022 às 09:55:25

A Prefeitura de João Pessoa oferece acompanhamento em saúde mental para crianças e adolescentes no Centro de Atenção Psicossocial Infantil (Capsi) Cirandar. O serviço integra a rede de atenção psicossocial do município e, atualmente, atende mais de 580 usuários na faixa de 3 a 17 anos de idade, com algum transtorno mental considerado severo ou persistente e uso abusivo de substâncias psicoativas (álcool e outras drogas).

De acordo com a diretora do Capsi Cirandar, Luanna Campos, a unidade recebe variadas situações decorrentes de algum transtorno mental. "Somos um serviço de referência e recebemos casos como esquizofrenia e outras questões como bullying, tentativa de suicídio, automutilações e episódios depressivos. A partir daí, buscamos a melhor forma de acompanhamento para cada um deles", afirmou.

Chegando ao serviço, o usuário passa por uma escuta qualificada, em que será encaminhado para o acompanhamento e terapias mais indicadas para o seu caso. "Após essa escuta, nós identificamos qual o perfil do usuário. Ou seja, se ele tem um transtorno mental grave, ele será atendido no Centro de Atenção Psicossocial. Se não, ele será encaminhado para outro serviço", explicou Evaneide Albuquerque, assistente social do Capsi Cirandar.

No caso de atendimento ambulatorial, os usuários são encaminhados a uma das policlínicas municipais. Já em casos de crises (urgência), o atendimento é realizado no Hospital Municipal Infantil do Valentina, onde a criança ou adolescente é estabilizado e, em seguida, encaminhado para o Capsi.

Atendimentos – No local, são oferecidos atendimentos de psicologia, psiquiatria, serviço social, terapia ocupacional, educação física, oficinas terapêuticas, práticas integrativas, nutrição, enfermagem, e dispensação de medicamentos com atendimento clínico farmacêutico. Cada usuário é atendido uma vez por semana no Centro.

Mariana (nome fictício), de 10 anos, começou a ser acompanhada no serviço há apenas um mês. "Eu estava sentindo a minha filha um pouco diferente, ansiosa e até sem querer falar. Isso não é normal para ela, já que ela é bailarina e sempre se relacionou muito bem com outras crianças. Então, me orientaram a procurar o Centro e já percebo algumas mudanças depois das sessões com a psicóloga", disse Marcela (nome fictício), mãe da menina.

Já Bernardo (nome fictício), de 15 anos, conheceu o serviço há aproximadamente seis meses quando foi levado pelo seu pai em decorrência de um quadro grave de depressão. No local, ele é atendido por psicólogo e participa de oficinas terapêuticas e dinâmicas de grupo. "Desde o início ele foi muito bem acolhido e recebe um ótimo atendimento dos profissionais. O quadro dele melhorou muito", disse Bruno (nome fictício), pai do adolescente.

Buscando a melhor assistência às crianças e adolescentes, o acompanhamento ultrapassa os limites do prédio do Capsi, com atividades no Parque Zoobotânico Arruda Câmara (Bica), Centro Cultural Piolin e Centro Cultural São Francisco. "Também realizamos visitas domiciliares e visitas ao ambiente escolar para entender todo o processo da criança e do adolescente", destacou a assistente social Evaneide Albuquerque.

Acompanhamento familiar – Os profissionais do Capsi Cirandar ressaltam, também, a importância da participação da família no processo terapêutico da criança e do adolescente. Para isso, o serviço oferece assistência também para os familiares, por meio de acolhimento e oficinas terapêuticas.

"Trabalhamos de forma integrada, tanto a parte psicológica quanto a parte física e procuramos buscar os detalhes, pois às vezes as crianças não contam o que estão sentindo. Por isso, é importante que os pais estejam atentos aos seus filhos e à mudança de comportamento deles", disse Jean Paulo Dantas, profissional de educação física do Capsi.

Além do acompanhamento multidisciplinar, os usuários e familiares recebem alimentação em seu horário de atendimento. Aqueles atendidos no turno da manhã, recebem café da manhã e almoço, já aqueles do turno da tarde recebem um lanche.

Serviço – Para ter acesso ao atendimento no Capsi Cirandar, o responsável pela criança ou adolescente pode procurar o serviço diretamente, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, na Avenida Gouveia Nóbrega, s/n, em frente ao Parque Zoobotânico Arruda Câmara (Bica), no Roger. É necessário levar os documentos pessoais do responsável, cartão SUS da criança ou adolescente e um comprovante de residência em João Pessoa. Em caso de dúvidas, o público pode entrar em contato através do número de telefone: 3214-3333.

Fonte: https://www.polemicaparaiba.com.br/

Comunicar erro
Comentários